inclusão de arquivo javascript

 
 

Ronaldo e Gabriel O Pensador são intimados a depor

20 de agosto de 2005 17h16 atualizado em 21 de agosto de 2005 às 05h39

Ronaldo, atacante da seleção brasileira, e o cantor Gabriel O Pensador foram intimados a depor no processo que investiga quadrilha de distribuição de ecstasy em boates, por telefone e pelo Orkut, site de relacionamentos na Internet. A quadrilha foi presa há um mês na chamada Operação Oceânica, levando à detenção dez garotos de classe média alta do Rio de Janeiro, Niterói e Região dos Lagos.

  • IstoÉ: Grampo liga Ronaldo a traficante. Ouça!

    Escutas telefônicas, feitas pela polícia do Rio, com autorização judicial, entre Thiago Tauil e Amon Lemos, citam que R9, apelido que Ronaldo usa em seu site, teria marcado encontro com o traficante Bem-Te-Vi, cujo nome real é Erismar Rodrigues Moreira. Amon é irmão de Lívia Lemos, ex-namorada de Ronaldo.

    Segundo a IstoÉ, em um dos diálogos, o traficante corre para arrumar 30 garrafas de lança-perfume para R9. Em outro, gravado na manhã do dia 27 de dezembro, Bem-Ti-Vi, chefe do tráfico na Rocinha, maior escoadouro de drogas para o consumidor da zona sul carioca, é acordado para um encontro com seu "compadre" famoso, que o esperava em um shopping da cidade. O encontro é frustrado, mas os presentes são entregues - camisas da Seleção Brasileira e tênis Nike que viriam a ser distribuídos numa festa na Rocinha.

    As conversas também descrevem uma festa, que teria ocorrido dia 22 de junho, onde um grupo de convidados estaria consumindo drogas.

    Ronaldo irá depor assim que chegar ao Brasil para o jogo da seleção com o chile. A polícia quer saber qual a ligação dos dois com os traficantes. O jogador e o músico são citados como usuários de drogas.

  • Redação Terra