inclusão de arquivo javascript

 
 

Ex-ministra Esther Ferraz é enterrada em São Paulo

24 de setembro de 2008 19h40 atualizado às 19h59

Corpo da ex-ministra é seguido por cortejo no Cemitério do Araçá. Foto: Grizar Junior/Futura Press

Corpo da ex-ministra é seguido por cortejo no Cemitério do Araçá
Foto: Grizar Junior/Futura Press

O corpo da ex-ministra Esther de Figueiredo Ferraz foi enterrado nesta tarde no Cemitério do Araçá, na capital paulista. Ela morreu aos 93 anos no Hospital do Coração, às 18h10 de ontem, vítima de um acidente vascular cerebral.

» Veja mais fotos do enterro
» Corpo de Esther é velado em SP
» Morre a 1ª mulher ministra do Brasil
» vc repórter: mande fotos e notícias

Esther foi velada na Assembléia Legislativa de São Paulo. Ela foi a primeira mulher a ocupar um ministério quando assumiu a pasta da Educação no governo de João Figueiredo em 1982, ficando no cargo até 1985.

A ex-ministra nasceu na capital paulistana em 6 de fevereiro de 1915. Ela foi a primeira reitora da Universidade Mackenzie e a primeira mulher a assumir a Secretaria de Educação de São Paulo. Formada em direito pela USP em 1940, também foi a primeira mulher a lecionar no curso da universidade e a integrar o Conselho da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Foi na gestão de Esther Ferraz no Ministério da Educação que foi aprovada a Emenda Calmon, dispositivo constitucional que determinava a aplicação de um percentual das receitas municipal, estadual e federal na educação.

Ela é a autora de livros como Os Delitos Qualificados pelo Resultado; A Co-delinqüência no Direito Penal Brasileiro; O Perdão Judicial; O Menor e os Direitos Humanos; Prostituição e Criminalidade Feminina; Alternativas da Educação; Caminhos Percorridos; A Filosofia de João Mendes Júnior; Mulheres Freqüentemente; Falas de Ontem e de Hoje.

Esther também pertencia à Academia Brasileira de Educação, à Associação Brasileira de Educação, à Academia Paulista de Letras, à Academia Paulista de Educação e ao Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo.

Redação Terra