inclusão de arquivo javascript

 
 

Eleições provocam mudanças no secretariado do Rio

03 de abril de 2008 03h42

O calendário eleitoral provocou uma grande reforma no secretariado do prefeito do Rio, Cesar Maia. Cinco secretários foram oficialmente exonerados dos cargos nesta quarta-feira para não terem a candidatura impugnada pela Justiça. As pastas de Obras, Habitação, Esportes, Trabalho e Qualidade de Vida ganharam novo comando.

» Leia mais notícias do jornal O Dia

Sem mandato na Câmara dos Vereadores, o ex-secretário de Obras Eider Dantas deixou a rubrica para concorrer ao Legislativo da capital. Em seu lugar ficou o filho, o deputado estadual licenciado Rodrigo Dantas (DEM): "Vou dar seguimento aos projetos, mas pretendo ter um cuidado à parte com a conservação, que tem sido alvo de críticas".

Rodrigo também informou que pretende criar uma "secretaria verde", substituindo os tapumes de madeira dos canteiros de obra por estruturas de plástico. Em família também ficou a Secretaria de Meio Ambiente. Ontem, o prefeito publicou decreto devolvendo o status de secretaria para a pasta, retirado quando Rosa Fernandes (DEM) deixou a rubrica para reassumir seu mandato na Câmara dos Vereadores. Seu filho, o deputado Pedro Fernandes (DEM), também deixou a Assembléia Legislativa para assumir o cargo.

A reforma do secretariado trouxe mudanças para a Alerj. As duas vagas abertas seriam preenchidas por José Távora e Jorginho da SOS, vereador do DEM. Como o vereador não anunciou que deixaria o cargo, a vaga na Alerj vai para Rafael Aloísio, filho do presidente da Câmara, vereador Aloísio Freitas.

Luiz Humberto, ex-secretário de Habitação, também deixou a pasta para voltar a atuar como vereador. Ele afirma que a mudança de comando não vai atrapalhar os grandes empreendimentos em execução pela pasta, como o Favela Bairro III e projeto de habitações populares. "Os funcionários da secretaria têm perfil técnico, saberão continuar o trabalho", afirmou. Luiz Humberto vai assumir vaga nas comissões de Educação e Cultura no lugar de Célio Lupparelli. Os vereadores Romualdo Boaventura e Átila Nunes também deixaram a Casa.

Contrato suspenso na zona oeste
A corrida eleitoral afetará a Cidade das Crianças, na Zona Oeste. A Secretaria Municipal de Esportes suspendeu convênio de R$ 1,2 milhão com o artista e cantor Tio Carlos, pré-candidato do DEM à Câmara. A Justiça Eleitoral proíbe candidatos de se apresentarem financiados por dinheiro público. O ex-secretário, Gustavo Cintra, deixou a prefeitura para concorrer ao Legislativo, mas afirma que o contrato seria inviável. O prefeito disse que o mote do novo secretariado será a continuidade. As mudanças incluem subprefeitos e subsecretários.

Mudanças
Obras: sai Eider Dantas e entra seu filho, Rodrigo Dantas;

Habitação: sai Luiz Humberto e entra Paulo André Figueira;

Esportes: sai Gustavo Cintra e entra João Batista Raposo;

Trabalho: sai Wanderley Mariz e entra Marcus Vinícius Medina;

Meio Ambiente: sai Rosa Fernandes e entra seu filho, o deputado Pedro Fernandes;

Qualidade de vida: sai Alexandre Cerruti e entra Genário Simões.

O Dia
O Dia - © Copyright Editora O Dia S.A. - Para reprodução deste conteúdo, contate a Agência O Dia.