inclusão de arquivo javascript

 
 

Preso grava cenas de abuso sexual em celular

14 de novembro de 2007 12h09 atualizado em 23 de janeiro de 2008 às 08h53

Um preso de uma cadeia municipal da cidade de Santa Rita de Caldas, no sul de Minas Gerais, gravou com a ajuda de um celular cenas de abuso sexual cometido entre os detentos. O vídeo foi entregue à Justiça pelo advogado de uma das vítimas. A Corregedoria da Polícia Civil abriu investigação para apurar se houve falha na fiscalização da entrada de celulares na Cadeia Pública.

» Preso esconde celular em perna mecânica
» Mulher usa bebê para celular a prisão
» Polícia apreende 4 celulares em bolo

O detento dono do celular não teve o nome divulgado. Em depoimento, ele detalhou ao juiz da cidade e a um promotor como o episódio aconteceu, e confirmou ter apenas gravado as imagens. O delegado titular da Delegacia de Santa Rita de Caldas, Sérgio Elias da Silva instaurou processo para apurar o caso de atentado violento ao pudor.

O preso violentado não quis registrar queixa, mas, de posse das imagens, o delegado Sérgio Elias da Silva resolveu abrir o inquérito.

Os quatro suspeitos da agressão sexual, Valtair Vieira Silveira, Alex Botelhos Couto, Clenilson Carneiro e José Aparecido Ramos, foram transferidos para a Cadeia Pública de Andradas, também no sul do Estado.

A Cadeia Pública de Santa Rita de Caldas abriga atualmente 15 detentos. De acordo com a Polícia Civil, até o final do ano eles deverão ser transferidos para o presídio de Andradas. A carceragem será desativada.

Redação Terra