inclusão de arquivo javascript

 
 

Espanha detém brasileiros suspeitos de prostituição

11 de junho de 2007 18h35 atualizado às 18h39

A polícia da Espanha prendeu, nesta segunda-feira, sete brasileiros acusados de envolvimento com três redes internacionais de prostituição de homens e mulheres e que atuavam em Alicante, sudeste do país. Outras sete pessoas, procedentes do Paraguai, Venezuela e Equador, foram detidas durante a operação.

A desarticulação da rede foi resultado de uma série de investigações iniciadas em abril com base em anúncios suspeitos, publicados em jornais locais, sobre um apartamento na cidade de Cáceres.

Segundo a polícia espanhola, o apartamento servia como ponto de encontro entre clientes e estrangeiros que eram obrigados a se prostituir para pagar uma dívida de 12 mil euros (cerca de R$ 31,6 mil) a intermediários que os teriam ajudado a entrar no país.

Com a detenção da "gerent" do local, uma mulher venezuelana, a polícia descobriu outros apartamentos na região de Alicante e chegou a três brasileiros, acusados de ameaças, detenção ilegal e exploração sexual de mulheres.

Os outros quatro brasileiros foram detidos em operações realizadas nas cidades espanholas de Albacete e La Coruña.

Entre as vítimas das redes desarticuladas estão sete brasileiros, um venezuelano e um moçambicano, todos detidos por permanência ilegal na Espanha. Eles devem ser deportados.

BBC Brasil
BBC Brasil - BBC BRASIL.com - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC BRASIL.com.