inclusão de arquivo javascript

 
 

Policiais podem ser indiciados por morte de PM

05 de maio de 2007 10h16

O tenente da Polícia Militar (PM) Alan de Luna Soares e seu irmão, o cabo Marco Antonio, ambos lotados no 6º Batalhão da PM (Tijuca) podem ser indiciados pelo assassinato do soldado PM Ednelson de Jesus Nascimento, 32 anos, lotado no Quartel-General.

» Leia mais notícias do jornal O Dia
» vc repórter: Mande fotos e notícias

Ele foi morto a tiros na noite desta sexta-feira na Rua Tenente Avidor Nilton Campos Soares, no bairro Tomazinho, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense.

As armas usadas pelos irmãos militares, duas pistolas de calibre 380, foram apreendidas pela polícia para exames. Segundo testemunhas, o crime aconteceu durante uma discussão que teve início com um pequeno acidente de trânsito.

Ednelson estava ao volante de seu carro, ao lado do amigo André Luiz Rocha, quando dois jovens de moto abordaram o veículo. Ele desceu do carro e discutiu com os rapazes, mas um deles correu em casa, nas proximidades, e chamou seus parentes, os irmãos militares que foram ao local.

Houve nova discussão e os policiais sacaram a arma. Ednelson teria sido atingido por dois tiros, foi socorrido e levado para o Posto de Atendimento Médico de São João de Meriti, onde morreu.

O amigo dele conseguiu escapar dos tiros e não ficou ferido. O tenente e o cabo estiveram na 64ª Delegacia de Polícia (Vilar dos Telles), mas não ficaram detidos. Os dois irmãos serão chamados para depor.

O Dia
O Dia - © Copyright Editora O Dia S.A. - Para reprodução deste conteúdo, contate a Agência O Dia.