inclusão de arquivo javascript

 
 

Bandidos atacam patrulhas e desafiam a PM no Rio

18 de abril de 2007 09h18 atualizado às 13h09

A manhã de hoje foi tensa no Catumbi, região central do Rio de Janeiro, um dia depois dos tiroteios que transformaram o bairro, onde fica o morro da Mineira, em um cenário de guerra. Os motoristas ainda sentem medo de cruzar o túnel Santa Bárbara, que chegou a ser fechado ontem por medida de segurança. Na zona sul, a Polícia Civil faz operação no morro Pavão-Pavãozinho. Também foi registrado tiroteio com traficantes.

» vc repórter: Mande fotos e notícias
» Leia mais notícias do jornal O Dia

Uma operação envolvendo 150 agentes da Polícia Civil no morro Pavão Pavãozinho, em Copacabana, zona nobre do Rio, terminou no final da manhã de hoje com três presos. A ação, realizada para prender traficantes e apreender armas e drogas, provocou intenso tiroteio, mas não houve feridos.

Na zona norte, ocupantes de um carro de cor escura com sirene ligada fizeram diversos disparos contra uma patrulha do 6º Batalhão da Polícia Militar (BPM), na praça Afonso Pena, na Tijuca, na madrugada desta quarta-feira. Os policiais revidaram e fizeram um alerta pelo rádio.

Os bandidos fugiram pela rua Conde de Bonfim em direção ao Maracanã e, na tentativa de perseguição, os policiais abordaram um veículo com as mesmas características do carro suspeito. Segundo O Dia, o veículo era ocupado apenas pelo motorista que estava com a documentação em dia. Os bandidos conseguiram fugir, provavelmente em direção à zona sul.

Os autores dos disparos contra a patrulha, na Tijuca, segundo a polícia, são suspeitos de ocupar um Toyota Corolla preto. No carro, estavam três homens que assaltaram um rapaz, por volta das 3h30 desta quarta-feira, na rua Bulhões de Carvalho, em Copacabana, na zona sul. A vítima, de acordo com a polícia, não esteve na 13ª Delegacia de Polícia (Copacabana) para registrar o roubo e os bandidos, conforme o alerta, teriam fugido em direção a Barra da Tijuca, na zona oeste.

Pouco tempo depois, às 3h40, a polícia recebeu alertas de que uma picape S-10 e uma Blazer, ambas de cor escura, com sirene e luzes ligado, invadiram a pista sentido sul-centro do túnel Rebouças, que estava fechada para manutenção. Os dois carros atravessaram toda a extensão do túnel em alta velocidade, pondo em risco técnicos e operários que trabalhavam na via e desapareceram sem serem vistos pela polícia.

Outro ataque a viatura da Polícia Militar aconteceu na avenida Brasil, na altura da favela da Kelson's, na Penha, também na zona norte, por volta das 5h desta quarta-feira. Segundo a polícia, ocupantes de um EcoSport e de um Vectra ambos de cor preta, além de um Corsa cinza, trafegavam pela pista central sentido Santa Cruz e abriram fogo contra uma patrulha do 16º BPM (Olaria) baseada em um dos acessos à favela da Kelson's.

Conforme a polícia, a viatura e a guarnição não foram alvejadas e os bandidos fugiram em alta velocidade pela avenida Brasil. Foram feitos diversos alertas para o Batalhão de Policiamento em Vias Especiais (BPVE), mas os bandidos não foram localizados.

Policiais militares do 6º Batalhão de Polícia Militar (Tijuca) e traficantes do morro do Borel, na Tijuca, zona norte do Rio de Janeiro, entraram em confronto na manhã desta quarta-feira e houve tiroteio.

O tiroteio começou quando um carro da corporação levava policiais militares para render os colegas no Posto de Policiamento Comunitário, dentro da favela, segundo O Dia.

Redação Terra