inclusão de arquivo javascript

 
 

Bala perdida faz uma vítima por dia no Rio

30 de março de 2007 13h27 atualizado às 13h36

A cada dia uma pessoa é atingida por bala perdida no Estado, segundo a estatística da Secretaria de Segurança Pública do Rio divulgada nesta sexta-feira. Em janeiro deste ano, houve três vítimas fatais e 28 que sobreviveram. O aumento é considerável em relação ao mesmo período em 2006, que registrou dois mortos e 20 feridos. Durante todo o ano passado, foram registradas 224 vítimas, das quais 19 foram vítimas fatais e 205 ficaram feridas. Esta é a primeira vez que o governo divulga números sobre este tipo de ocorrência.

» Opine sobre o assunto

Segundo os dados, o crime que mais aumentou foi o de roubo à pedestres, que registrou 4.270 mil casos, um aumento de 25% em relação ao ano passado, que teve 3.421 registros. Roubo coletivo vem em seguida, com aumento de 10,4% e homicídio doloso fica em terceiro na listagem, com 9,6% comparado à 2006.

Dos que tiveram maior queda, o crime de extorsão apresenta maior diminuição. Registrou 6.063 este ano, o que significa uma queda de 16,3% comparado à 2006, que teve 7.071 casos. Lesão corporal vem em seguida, apresentando queda de 14,3% e homicídio culposo de trânsito apresentou 13,9%.

Roubos à residências também tiveram queda. Foram 121 casos registrados em janeiro deste ano contra 136 registros no mesmo período de 2006, o que revela uma diminuição de 11%.

O Dia
O Dia - © Copyright Editora O Dia S.A. - Para reprodução deste conteúdo, contate a Agência O Dia.