inclusão de arquivo javascript

 
 

Rio: polícia diz ter segundo suspeito por 5 mortes

30 de março de 2007 09h46

A polícia diz que já tem um segundo suspeito de participação na morte de cinco pessoas ocorrida na madrugada dessa quinta-feira, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. A informação é da Globonews. Um homem e quatro mulheres foram mortos quando saíam de uma casa de show em São João de Meriti. Os corpos foram localizados dentro de um carro.

» Preso ex-PM suspeito de cinco mortes
» Cinco corpos são encontrados no Rio
» vc repórter: Mande fotos e notícias

O primeiro suspeito ser identificado foi o cabo Washington Luiz da Silva e Silva, 34 anos, que havia sido expulso da corporação em maio de 2006. Meses depois, ele foi reintegrado e, desde então, passava por um processo de reciclagem no Centro de Qualificação de Pessoal de Segurança (CQPS), em Niterói.

Os corpos das vítimas da chacina estavam praticamente irreconhecíveis devido à quantidade de tiros. Uma das jovens teria sido atingida por pelo menos dez disparos na cabeça e tinha lama nas pernas. Durante o dia, amigas das garotas foram ao IML de Caxias buscar informações e tentar ajudar na identificação. "O que fizeram com elas? Estão num estado pavoroso. Não mereciam isso", desabafou uma estudante.

O PM acusado esteve no Hospital Municipal Duque de Caxias, mas não conseguiu ver o homem que sobreviveu ao atentado. A vítima levou um tiro na barriga, foi operada e passa bem. Ele está sob proteção policial na enfermaria.

Redação Terra