inclusão de arquivo javascript

 
 

Nº de hospitais subiu de 296 para 48815 em 90 anos

 . Foto: Terra


Foto: Terra

O estudo Estatísticas do Século XX, divulgado pelo IBGE, revelou que o número de estabelecimentos de saúde no Brasil passou de 296 em 1908 para 48.815 em 1999.

A partir da década de 1950, as pesquisas começaram a discriminar os estabelecimentos públicos e privados. Desta forma, é possível saber que em 1951 havia 5.172 estabelecimentos de saúde no Brasil, sendo 2.617 públicos (chamados de oficiais) e 2.555 particulares. Em 1958, já eram 7.563 os estabelecimentos, 4.146 pertencentes à rede pública e 3.417 à rede particular.

De 1976 a 2002, os dados da pesquisa de Assistência Médico-Sanitária do IBGE mostram que o setor público cresceu, nesse período, mais que o privado. Em 1976, havia 13.133 estabelecimentos, sendo 6.765 públicos e 6.368 privados. Em 1999, dos 48.815 estabelecimentos, 32.606 eram públicos e 16.209 privados.

Já a evolução do número de leitos hospitalares para internamento pode ser acompanhada desde 1926. Naquele ano, os estabelecimentos dispunham de 47.639 leitos. Em 1930, o número caiu para 42.729 e em 1935, voltou a subir para 73.973.

Em 1951, O número de leitos já havia mais que dobrado para 170.774. No fim da década, em 1958, eram 228.967. Na série de 1976 a 2002, é possível observar que, apesar de o número de estabelecimentos públicos ser maior que o de particulares, são estes que dispõem de um maior número de leitos para internação. Em 1976, havia 443.888 leitos para internação, sendo 119.062 da rede pública e 324.826 da rede privada. No fim do século, em 1999, eram 484.945 leitos, sendo 143.074 da rede pública e 341.871 da rede privada.

Jornal do Brasil
Jornal do Brasil