inclusão de arquivo javascript

 
 

Visita de Bush gera protestos em nove capitais

08 de março de 2007 20h02 atualizado em 09 de março de 2007 às 00h11

Protestos contra a visita do presidente americano George W. Bush ao Brasil ocorreram nesta quinta-feira em diferentes cidades do País, chegando a reunir dez mil manifestantes na capital paulista, onde houve confrontos com a polícia.

» Manifestação reúne 1,5 mil em Belém
» SP: manifestantes e polícia se enfrentam
» Em AL, 'fora Bush' inclui 'fora governador'
» Curitibanos fazem protesto anti-Bush
» PI: estudantes protestam contra Bush
» Boneco de Bush é queimado no RS
» Rio: grupo joga tinta em consulado
» Opine sobre a vinda de Bush ao Brasil

Bush desembarcou no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, no início da noite. Ele permanece na cidade por menos de 24 horas.

São Paulo
Na avenida Paulista, as quatros faixas de um sentido da via foram obstruídas pela manifestação no final da tarde. Quando um grupo tentou ocupar a outra pista da avenida, houve confronto entre policiais e ativistas, incluindo o uso de cassetete, balas de borracha e spray de pimenta.

Pela manhã, cerca de 30 ativistas do Greenpeace subiram no barco do Monumento às Bandeiras, em frente ao parque Ibirapuera, com a faixa "Lula & Bush: Etanol é pouco. Salvem o clima". O protesto contou com ativistas fantasiados, inclusive com máscaras dos presidentes Bush e Luiz Inácio Lula da Silva.

Rio de Janeiro
No Rio de Janeiro, cerca de 60 manifestantes foram até o consulado dos EUA, no centro da cidade. Apesar de uma barreira com 12 seguranças, os militantes conseguiram jogar tinta vermelha na fachada do prédio e atingir os vidros com pedras, paus e barras de ferro.

"Eles deram um sufoco por aqui e depois seguiram em direção à Cinelândia (onde haveria outro ato)", disse um segurança do consulado, que estava com a roupa, o rosto e o cabelo pintados de vermelho.

Em São Luís (MA), o governador Jackson Lago (PDT) e membros do MST enforcaram um boneco de Bush, de acordo com fotos divulgadas.

Em Brasília, membros do MST protestaram pela manhã em frente à embaixada dos EUA, segurando cartazes e gritando palavras de ordem contra Bush.

Em Porto Alegre, no centro da cidade, centenas de mulheres fizeram uma marcha para marcar o Dia Internacional da Mulher e protestar contra a visita do líder americano, informou o sindicato dos bancários da capital.

Reuters
Reuters - Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.