inclusão de arquivo javascript

 
 

Governo FHC seria o que mais assentou até hoje

Dados sobre o governo FHC. Foto: Arte/Terra

Dados sobre o governo FHC
Foto: Arte/Terra

Conforme dados oficiais do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), o governo de Fernando Henrique Cardoso (de 1995 a 2002) assentou 1.219.690 famílias de trabalhadores rurais sem-terra, o maior número já registrado na história do Brasil. Porém, os números são contestados pelo governo Lula e pelo projeto Dataluta, da Universidade Estadual Paulista (Unesp). Conforme o Incra, nos últimos quatro anos do governo FHC, foram assentadas 931.696 famílias, sendo 635.035 só em 2002 (até setembro, período divulgado pelo órgão).

No primeiro período do governo FHC, foram criados 2.356 projetos de assentamentos, e, nos anos seguintes, 782 (em 1999), 720 (2000), 539 (2001) e 4.637 (2002). As desapropriações de terras considerados improdutivas somaram 7.321.270 hectares de 1995 a 1998.

Os números de violência no campo apresentados pelo Incra mostram que houve redução os assassinatos de trabalhadores rurais dos anos 80 para os 90. No período FHC, 1996 foi o ano mais violento, com 54 mortes. Em 1997, houve 30 mortes, e, em 1998, ocorreram 47 casos. Nos anos seguintes, o número de homicídios oscilou. Em 1999, foram 27, em 2000, 10, em 2001, 14, e em 2002, foram registrados 20 casos.

O número de invasões de terras também seguiu uma tendência de queda a partir de 1999, passando de 502 neste ano para 236 no ano seguinte, 158 em 2001 e 103 em 2002. Em 2003, o número de ocupações de propriedades privadas volta a crescer, com 171 (oito primeiros meses do governo Lula).

Redação Terra