inclusão de arquivo javascript

 
 

Saiba quanto ganha um parlamentar no Brasil

Na quinta-feira, 14 de dezembro deste ano, após uma reunião de líderes sem muito alarde, os parlamentares brasileiros aumentaram seus próprios salários em 90,7%. A notícia teve repercussão imediata. Levantamento feito pelo diário espanhol El País mostrou que, se mantido o índice, os congressistas brasileiros se tornariam os mais bem pagos do mundo.

Uma semana depois, sob forte pressão popular, uma nova reunião de líderes decidiu abandonar a idéia de dobrar os vencimentos, e propor reajuste em torno de 28% - índice da inflação acumulada nos últimos quatro anos. Sem aumento nenhum, no entanto, os parlamentares brasileiros já estão entre os mais bem pagos do mundo. Saiba quanto os congressistas faturam hoje, por mês, e para que são destinadas as verbas.

Salário - R$12.847,20
Renda pessoal de cada parlamentar. Não há controle sobre onde e de que forma é gasto.

Verba de gabinete - R$ 50.815,62
Utilizada para pagamento de salários de assessores, que podem variar de R$ 300,15 a 6.009,90. A lotação de cada gabinete parlamentar fica limitada ao mínimo de cinco e ao máximo de 20 servidores remunerados.

Auxílio moradia - R$ 3.000,00
Se o parlamentar optar por não utilizar os apartamentos funcionais oferecidos pelo governo, tem o direito de receber a verba para pagar despesas com hotel, flat, apartamento ou casa locada em Brasília.

Verba indenizatória - R$ 15.000,00
Destinada ao ressarcimento de despesas como aluguel, manutenção de escritórios e locomoção relacionadas ao exercício do mandato parlamentar nos Estados de origem. O saldo da verba não utilizado acumula-se para o mês seguinte, no período de um semestre. Ou seja: se em janeiro (mês de pouco movimento) o parlamentar gastar R$ 5 mil dos R$ 15 mil que tem direito, em fevereiro terá o direito de usar R$ 25 mil.

Cota postal e telefônica - R$ 4.268,55
Para despesas com correios e telefonia que tenham relação com o exercício parlamentar. Também neste caso, o saldo de cota não utilizado acumula-se para os meses seguintes.

Transporte Aéreo - Até R$ 16.513,15
Pode chegar até R$ 16.513,15, dependendo do Estado em que o parlamentar mora. A menor ajuda de custo com transporte aéreo, hoje, é de R$ 4.147,10 - paga a um parlamentar que mora no próprio Distrito Federal.

Total por mês - R$ 102.444,52

Redação Terra