inclusão de arquivo javascript

 
 

SP: mulher que roubou pote de manteiga é condenada

07 de dezembro de 2006 08h37 atualizado às 08h38

A Justiça condenou a empregada doméstica Angélica Aparecida Souza, 19 anos, a quatro anos de prisão em regime semi-aberto por ter tentado roubar um pote de manteiga no dia 16 de novembro de 2005, no Jardim Maia, em São Paulo.

» Mulher que roubou pote de manteiga sai da cadeia
» Jovem que roubou pote de manteiga será liberada
» Mulher que roubou manteiga tem liberdade negada
» Doméstica está presa há 4 meses por roubar manteiga

De acordo com o jornal Diário de S.Paulo, ela afirmou que o ato foi causado por desespero, porque ela não aguentava ver o filho de 2 anos passar fome. Angélica entrou no mercado e foi surpeendida pelo dono, Dadiel de Aráujo, com o pote de 200 gramas de manteiga escondida no boné.

A polícia foi acionada e Angélica passou 128 dias na cadeia de Pinheiros. Seu advogado, Nilton José de Paula, pediu liberdade provisória por quatro vezes, mas todas foram negadas. Ele recorreu ao Supremo Tribunal de Justiça, alegando que sua cliente não tinha antecedentes. Depois de quatro meses, Angélica foi libertada. Mas agora, foi condenada a cumprir pena em regime semi-aberto.

Redação Terra