inclusão de arquivo javascript

 
 

Tornado mata uma pessoa e fere 50 interior do RS

08 de julho de 2003 22h38 atualizado em 09 de julho de 2003 às 12h03

Um vendaval de aproximadamente três minutos causou pânico e destruição em São Francisco de Paula, no interior do Rio Grande do Sul. Pelo menos uma pessoa morreu e 50 pessoas ficaram feridas, seis delas em estado grave. De acordo com as primeiras avaliações da Rede de Estações de Climatologia Urbana de São Leopoldo, a cidade pode ter sido atingida por um tornado.

A Prefeitura de São Francisco de Paula decretou estado de calamidade pública. A tormenta já havia sido prevista pela Rede, que projeta a chegada de um frio intenso à Região Sul após a passagem do temporal. Cinco pessoas seguem internadas nos hospitais da região e 12 já receberam alta. Nesta tarde a Defesa Civil Estadual começa a atender as famílias desabrigadas do município e de cidades vizinhas, como Rio Pardo, Sinimbu, Entre Rios do Sul e Venâncio Aires.

Em Gramado e Canela, na serra Gaúcha, o temporal provocou falta de energia elétrica. O blecaute durou mais de cinco horas. Em Novo Hamburgo, na grande Porto Alegre, várias ruas ficaram alagadas. Em São Leopoldo três famílias ficaram desabrigadas.

Conforme o meteorologista Eugênio Hackbart, os danos maciços em uma área restrita do município, os relatos dos moradores e a breve duração dos ventos intensos são consistentes com a ocorrência de um tornado na cidade da Serra gaúcha. Hackbart explica que é praticamente impossível prever onde um tornado tocará terra, apesar de ser possível antecipar o surgimento de condições favoráveis à formação da violenta tempestade.

O meteorologista emitiu um alerta advertindo que toda a área de divisa com Santa Catarina e o sul catarinense estarão sujeitos a fortes temporais no decorrer das próximas horas. Conforme o coordenador da Rede, tornados acontecem com certa frequência no Rio Grande do Sul, principalmente durante a primavera.

Redação Terra