inclusão de arquivo javascript

 
 

Enterrado o corpo de segurança do filho de Lula

20 de junho de 2003 13h57 atualizado às 16h03

O corpo do subtenente do Exército Alcir José Tomasi assassinado por assaltantes durante o roubo do Astra da Presidência da República, que fazia o transporte do filho do presidente de Luiz Inácio Lula da Silva, Sandro Luiz, foi enterrado nesta manhã em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. O roubo ocorreu em Santo André, São Paulo, onde mora a namorada de Sandro.

O velório ocorreu no quartel da cidade, onde Tomasi serviu por 14 anos. O caixão foi coberto com a bandeira do Brasil. O ministro das Cidades, Olívio Dutra, representou o presidente Lula, que está em viagem a Washington para uma reunião com George W. Bush.

Os irmãos Josevaldo Alves dos Santos e Fábio Alves dos Santos, detidos ontem como suspeitos da morte do subtenente foram liberados por volta da 1h da manhã de hoje, depois que os exames de balística, residuográfico, que detecta presença de resíduos de pólvora nas mãos, e o datiloscópico apresentaram resultados negativos.

A polícia de São Paulo divulgou ontem o retrato falado de um dos assassinos e, ainda hoje, deve divulgar o do outro.

Redação Terra

o subtenente do Exército Alcir Tomasi morreu depois de ser baleado na cabeça