inclusão de arquivo javascript

 
 

Segurança de Lula pode ser repassada à PF

20 de junho de 2003 09h35 atualizado às 09h39

O governo federal pretende fazer mudanças na segurança do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Um projeto que cria a Lei Orgânica da Polícia Federal e transfere do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) para a Polícia Federal a segurança do presidente, do vice e de dirigentes de todos os Poderes da República deverá enviar ao Congresso Nacional ainda este mês.

A segurança de Lula é responsabilidade de militares do Exército, Marinha e Aeronáutica ligados ao GSI. Os agentes federais são convocados para reforçar o esquema apenas em casos especiais. Mesmo assim, é uma tarefa de apoio.

Ultimamente, alguns fatos indicaram que o esquema de segurança de Lula tem falhas. Durante a posse, várias pessoas romperam um cordão de isolamento. No mês passado, uma missionária evangélica conseguiu entrar numa solenidade no Palácio do Planalto sem credencial. Além disso, Lula costuma se expor indo ao encontro de populares sempre que deseja.

Na semana passada, o vendedor ambulante Carlos Xavier Filho tentou entrar com um carro no Palácio da Alvorada, chegando a destruir o portão principal da residência oficial do presidente.

Redação Terra