Morte de mulher arrastada pela PM gera revolta no RJ

Cláudia da Silva Ferreira, 38 anos, foi arrastada depois que o porta-malas de uma viatura na qual era transportada emergencialmente a um hospital abriu; ela havia sido baleada durante uma operação policial em Madureira

  • comentários
 Foto: Mauro Pimentel / Terra
"Todos têm medo da PM dentro da comunidade. Eles entram atirando, não pensam em ninguém. Eles mataram a minha mulher", afirmou Alexandre, marido de Cláudia, morta durante ação da PM
Foto: Mauro Pimentel / Terra

compartilhe

publicidade
publicidade