0

Lula: resgatar banco é importante, mas salvar emprego é mais

16 mar 2009
15h39
atualizado às 16h46

Elaine Lina

Direto de Nova York


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta segunda-feira que é importante resgatar bancos, mas é mais necessário salvar os empregos no momento de crise. Ele participou do seminário para investidores "Brazil Global Partner in a New Economy", no hotel The Plaza, em Nova York.

Lula discursa durante seminário em Nova York
Lula discursa durante seminário em Nova York
Foto: AP

"Sei que é importante salvar bancos, seguradoras e financeiras", disse ele. "Mas também é importante, seguramente mais importante, salvar empregos. Sei por experiência própria o que é estar desempregado.

O presidente disse ainda que o Brasil vai crescer neste ano, mas em taxas reduzidas, com o auxílio do governo, que mantém investimentos e estimula o consumo doméstico.

"Nós vamos crescer menos do que gostaríamos em 2009, menos do que poderíamos crescer se não houvesse crise externa. Mas nós cresceremos", disse Lula. Ele está acompanhado dos ministros Guido Mantega (Fazenda) e Dilma Rousseff (Casa Civil).

Economistas reduziram suas estimativas para o desempenho da economia brasileira em 2009, com bancos, como o Morgan Stanley, apostando em uma contração surpreendente de 4,5%.

Mas Lula afirmou que o governo vai manter o estímulo "responsável" do consumo doméstico, enquanto realiza os investimentos necessários mesmo com a queda das receitas.

"Eu não vou cortar um centavo dos gastos sociais, nem dos investimentos em infra-estrutura", disse, acrescentando que tais medidas vão assegurar uma recuperação rápida da produção industrial e a manutenção dos atuais níveis de emprego.

Com informações da Reuters

Fonte: Terra
publicidade