6 eventos ao vivo

Lula ganha 6º honoris causa e pode receber mais 55 títulos

20 set 2011
11h04
atualizado às 12h03

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebe hoje, na capital baiana, seu sexto título de doutorado honoris causa, desta vez na Universidade Federal da Bahia (UFBA). Além disso, outras universidades nacionais e internacionais aprovaram o oferecimento de outras 55 honrarias do mesmo título a Lula. Se aceitar todas elas - o título só é válido após cerimônia na instituição - o petista vai chegar a um total de 61 homenagens.

Lula discursa ao receber homenagem de universidades pernambucanas
Lula discursa ao receber homenagem de universidades pernambucanas
Foto: Aldo Carneiro / Futura Press

Tendo estudado apenas o Ensino Fundamental, Lula, ainda no fim deste ano, deve receber o sétimo e o oitavo títulos, respectivamente na Sciences Po, na França, e na Politécnica de Lausanne (Suíça). Os doutorados por receber foram aprovadas pelos conselhos universitários de instituições do Exterior mas, para valer, é necessária a cerimônia. O honoris causa é concedido a pessoas eminentes, que não necessariamente possuam um diploma universitário, mas que tenham grande destaque em suas áreas.

O primeiro título do ex-presidente foi concedido em janeiro deste ano pela universidade de Viçosa, em Minas Gerais. Lula recebeu a segunda em Coimbra, Portugal, em março. Em julho, o Estado natal dele concedeu outras três homenagens: na Universidade de Pernambuco (UPE), na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e na Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE).

Fernando Henrique Cardoso
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, antecessor de Lula, já obteve 26 honoris causa. Com o primeiro título recebido em Nova Jersey em 1978 e o último em 2007, no Canadá, Fernando Henrique Cardoso se valeu não apenas do status como político, mas também de uma intensa vida acadêmica. Três títulos foram oferecidos antes de assumir Presidência, os demais, durante e depois de seu mandato, a maioria em universidades estrangeiras.

Critérios
A decisão da universidade federal baiana é antiga. O conselho universitário da instituição decidiu pela outorga ainda em outubro de 2002, três dias após a conquista do seu primeiro mandato como presidente. A outorga de doutor honoris causa é dada a pessoas com destaque em áreas como as artes, academia ou em causas humanitárias.

O cientista político e professor doutor de Ética da Unicamp, Roberto Romano, diz que a concessão destas honrarias deixou de ter um sentido puramente acadêmico e pode servir como forma de aproximar universidades e até mesmo países. Desta forma, o título poderia servir a interesses de intercâmbio e aproximação. Isso serviria ao caso dos dois ex-ocupantes do Palácio do Planalto.

Segundo Romano, a láurea concedida pela universidade da França ao ex-presidente Lula pode inclusive ter como pano a situação econômica delicada que vive o país e o continente europeu. "O corpo de professores pode estar imbuído de muitas intenções, difícil separar o que é acadêmico do político e até mesmo do humanitário", disse o professor.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade