6 eventos ao vivo

José Roberto Bedran é eleito presidente do TJ-SP

3 mar 2011
13h57

Com 288 votos, o desembargador José Roberto Bedran foi eleito nesta quinta-feira presidente do Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo. Para vice-presidente, haverá segundo turno, pois nenhum candidato obteve maioria absoluta dos votos válidos, condição necessária prevista no regulamento. O segundo turno se encerra na tarde de hoje.

Dos três candidatos que concorreram ao cargo de corregedor-geral da Justiça, Maurício da Costa Carvalho Vidigal foi eleito com 196 votos. O pleito teve início às 9h e terminou às 12h. Em processo eletivo totalmente informatizado, 12 urnas foram colocadas à disposição dos 355 desembargadores que integram o Pleno do Tribunal.

Para o cargo de presidente concorreu somente o desembargador José Roberto Bedran (8º na lista de antiguidade). Para vice-presidente concorreram os desembargadores David Eduardo Jorge Haddad e José Santana (respectivamente 10º e 15º na posição na antiguidade). Para o cargo de corregedor-geral da Justiça, foram três os inscritos: Maurício da Costa Carvalho Vidigal (9º), João Alfredo de Oliveira Santos (12º) e José Damião Pinheiro Machado Cogan (24º).

Depois de publicada resolução no Diário Oficial de 10 de fevereiro, os desembargadores tiveram 10 dias para apresentar suas candidaturas aos cargos de presidente, vice e corregedor-geral. Puderam participar os nove mais antigos e foi vedada a inscrição simultânea para mais de um cargo.

As eleições foram convocadas em virtude da morte do presidente Antonio Carlos Viana Santos e das aposentadorias dos desembargadores Marco César Müller Valente (vice-presidente) e Antonio Carlos Munhoz Soares (corregedor-geral da Justiça).

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade