3 eventos ao vivo

Investigação aponta fraude em licenças para pilotos de avião

Casos foram descobertos pela Anac e são alvo da PF e do Ministério Público

1 mar 2014
07h57
atualizado às 08h11
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) descobriu que pilotos conseguiram habilitação para comandar pequenas aeronaves e helicópteros sem autorização entre 2009 e 2010. Eles são suspeitos de fraudar licenças de voo com a ajuda de um estagiário então ligado à agência. O caso está sob apuração do Ministério Público Federal de São Paulo e da Polícia Federal e envolveria pelo menos um piloto da TAM e copilotos da Gol e da Trip. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Conforme a Anac, a situação é um risco à segurança. Investigação aponta que o então estagiário Alexandre Demarco usou senhas de funcionários para modificar registros internos dos pilotos e conseguiu, além de fraudar licenças de voo, também modificar o nível de conhecimento em inglês, obrigatório para voos internacionais. Os inquéritos em andamento ainda não apuraram se havia pagamento pelas habilitações.

O caso começou a ser apurado quando uma servidora da Anac notou que a sua senha fora usada para alterar níveis de inglês. Segundo a agência, 52 pilotos foram investigados por problemas na habilitação, e pelo menos 20 foram punidos. Doze pilotos são suspeitos de participar da fraude na prova de inglês, e dois foram reprovados ao ter seus conhecimentos testados.

Veja também:

Senadora Simone Tebet (MDB-MS) defende representatividade mínima de 30% de mulheres na direção dos partidos
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade