inclusão de arquivo javascript

 
 

Deputada pede desculpas por "dança da pizza"

24 de março de 2006 07h57 atualizado às 12h07

Dança da pizza foi feita após absolvição de João Magno. Foto: TV Câmara/Reprodução

"Dança da pizza" foi feita após absolvição de João Magno
Foto: TV Câmara/Reprodução

A deputada Ângela Guadagnin (PT-SP), que fez a "dancinha da pizza" durante a votação da cassação do deputado João Magno, disse que não pretendia agredir os eleitores com sua manifestação de alegria e pediu desculpas às pessoas pela sua atitude. Em entrevista ao Jornal do Terra, a deputada negou que sua atitude possa ter implicado em quebra de decoro parlamentar.

» Vídeo: petista faz "dança da pizza"
» Fórum: O que você achou da 'comemoração' da deputada?

A deputada petista dançou no plenário assim que foi anunciada a absolvição do deputado João Magno (PT-MG), na última quarta-feira. Por 207 votos contra a cassação e 201 a favor (5 votos em branco, 3 votos nulos e 10 abstenções), Magno foi favorecido pelo baixo quórum. Ele é acusado de ter recebido R$ 426 mil do chamado esquema "valerioduto" sem prestar contas à Justiça Eleitoral. O parlamentar petista culpou a legislação eleitoral por qualquer crime que tenha cometido.

Em entrevista à rádio CBN, a deputada afirmou que se sentiu à vontade pois o plenário estava vazio. "Havia meia dúzia de deputados e eu manifestei alegria por um amigo", disse ela.

Ângela declarou ser amiga do deputado João Magno e afirmou que a dança foi uma brincadeira para um colega em um momento inesperado. "Quando surgiu a proposta da cassação eu sugeri uma pena alternativa. Eu acredito que o João Magno só pegou o dinheiro no banco porque o Delúbio Soares pediu", declarou ela.

A deputada pediu desculpas às pessoas que se sentiram ofendidas com sua atitude. "Só posso pedir desculpas e compreensão, pois sou humana e extravaso sentimentos", explicou Ângela.

Redação Terra