inclusão de arquivo javascript

 
 

Soldados serão julgados por fazer sexo em quartel

23 de março de 2006 08h05

A Justiça Militar Federal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, julga hoje à tarde dois soldados acusados de terem feito sexo na padaria do Parque Regional de Manutenção da 3ª Região Militar, conhecido como Parque de Motos.

De acordo com o jornal Diário de Santa Maria, os dois jovens, um de 25 anos e outro de 20, serão julgados por um crime classificado no Código Penal Militar como "pederastia ou ato de libidinagem". A lei prevê prisão de seis meses a um ano para quem pratica sexo dentro de uma unidade militar. Como a dupla estava de serviço, a pena deve ser aumentada em caso de condenação.

Os réus admitiram o ato. Só que o mais velho disse que foi forçado a fazer sexo, enquanto o mais jovem declarou que seu colega de farda estava se insinuando para ele. Dependendo da decisão judicial, os dois podem ser expulsos do Exército.

Redação Terra