inclusão de arquivo javascript

 
 

Advogado de Viola tentará relaxamento de prisão

01 de janeiro de 2006 07h43 atualizado às 18h22

O advogado do atacante Viola, preso por porte ilegal de arma nesta madrugada em Santana do Parnaíba, na região metropolitana de São Paulo, pedirá o relaxamento da prisão do jogador nesta segunda-feira, segundo informações da rádio CBN. O jogador foi autuado após ter ameaçado sua ex-mulher, Leila Rosa.

O ex-jogador do Corinthians e da seleção brasileira, Paulo Sérgio Rosa, 37 anos, está preso na delegacia central de Barueri, também na Grande São Paulo, desde as 3h deste domingo.

Porte de arma é um crime inafiançável e Viola pode pegar até oito anos de prisão, se for condenado. O jogador foi preso em sua casa, no condomínio residencial Tamboré 3, após sua ex-mulher ter chamado a polícia porque o atacante, supostamente alcoolizado, queria levar o filho do casal em seu carro. Quando chegou ao local, a polícia encontrou a arma no veículo do atacante.

Viola, reserva da seleção brasileira na campanha do tetracampeonato na Copa do Mundo de 1994, negocia para jogar no Juventus durante o Campeonato Paulista de 2006. O Noroeste, de Bauru, também tem interesse no jogador.

Redação Terra