inclusão de arquivo javascript

 
 

Donos de clínica são condenados por morte de 102 idosos

30 de novembro de 2005 00h16

Após nove anos, os proprietários da Clínica Santa Genoveva, em Santa Teresa, no Rio de Janeiro, José Mansur e Eduardo Quadros Espínola, foram condenados nesta terça-feira a sete anos e seis meses de reclusão por maus-tratos. Eles foram responsabilizados pela morte de 102 idosos atendidos na clínica.

A pena deve ser cumprida em regime semi-aberto, de acordo com a juíza Mônica Tolledo de Oliveira, da 28ª Vara Criminal do Rio. Também foi concedido aos réus o direito de apelar em liberdade. A Justiça determinou ainda o pagamento de multa de 90 salários mínimos.

As mortes ocorreram entre junho e agosto de 1996 e foram causadas por diarréia e desnutrição. A clínica foi fechada pelo então ministro da Saúde Adib Jatene e pelo Ministério Público em função das irregularidades na clínica, como a falta de médicos e má conservação de alimentos.

Redação Terra