inclusão de arquivo javascript

 
 

Tremor assusta moradores em bairros de São Paulo

23 de outubro de 2005 23h37 atualizado em 24 de outubro de 2005 às 09h08

Um tremor de terra que teria atingido 3,1 graus na escala Richter assustou moradores de vários bairros da zona norte de São Paulo, principalmente Jardim Tremembé e Horto Florestal, na noite deste domingo. A 2ª Companhia do 9º Batalhão de Polícia, que atende esses dois bairros, além de Mandaqui, acredita que o incidente esteja associado à explosão de um exaustor ou tubulação de gás. A Defesa Civil não soube informar as causas do tremor e aguarda uma posição do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da USP.

O abalo ocorreu por volta das 22h30, pouco mais de uma hora depois de outro terremoto, este de 4,5 graus, que sacudiu a cidade Argentina de Catamarca, no noroeste do país vizinho.

O Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB) disse que os dois eventos podem não estar associados, mas a possibilidade do tremor em São Paulo ser um reflexo do mesmo que assustou a Catamarca, a mais de quatro mil quilômetros de distância, existe. Especialistas da UnB não confirmam a intensidade do sismo registrado na capital paulista, mas acreditam que corresponda ao tremor de 3,1 graus verificado pelos equipamentos da universidade.

Segundo a Defesa Civil, um abalo de 3,1 graus é considerado um microtremor e não afeta as estruturas dos prédios. Apesar de não causar danos materiais nem vítimas, o tremor concidiu com a interrupção no fornecimento de energia elétrica em parte dos bairros afetados. Assustados com o sismo, moradores dessas localidades chegaram a deixar suas residências, com medo.

Na Argentina, a terra tremeu por volta de 21h09, horário de Brasília. Em São Paulo, moradores relatam ter ouvido uma explosão, seguida do abalo, às 22h15.

O movimento sísmico aconteceu na capital homônima do distrito argentino, a 1.145 quilômetros de Buenos Aires, e obrigou a evacuar vários edifícios como medida de precaução, entre eles o dos Correios, onde está sendo feita a apuração das eleições legislativas realizadas neste domingo no país.

Apesar do pânico entre os habitantes de Catamarca, não foram registrados até o momento danos materiais nem feridos.

Redação Terra