inclusão de arquivo javascript

 
 

Registros do BC desmentem ligação do PT com Farc

15 de março de 2005 20h38 atualizado às 20h38

O Partido dos Trabalhadores (PT) apresentou nesta terça-feira documento do Banco Central rebatendo a reportagem publicada esta semana pela revista Veja, segundo a qual o partido teria recebido dinheiro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) para financiar candidaturas petistas nas eleições de 2002.

De acordo com o secretário nacional de Relações Internacionais do PT, Paulo Ferreira, o registro de capitais estrangeiros do Banco Central, disponível para consulta pública na página da instituição na internet, comprova que não houve entrada alguma de capital proveniente de Trinidad e Tobago em 2002 e em 2003 no Brasil.

Segundo Ferreira, este dado indica que a Veja não checou as informações obtidas sobre uma suposta ligação do PT com as Farc antes de transformá-las em assunto de capa.

A reportagem alega ter recebido documentos que seriam uma suposta prova de que o partido receberia US$ 5 milhões das Farc e que o dinheiro entraria no país por meio de 300 empresas que, por sua vez, doariam o dinheiro a comitês regionais do partido.

"É no mínimo estranho que a revista Veja não tenha feito esta checagem, que está aí disponível para consulta de qualquer pessoa", diz Ferreira.

Redação Terra