inclusão de arquivo javascript

 
 

Justiça analisa nova denúncia no caso Celso Daniel

20 de janeiro de 2005 23h17 atualizado às 23h17

Três anos depois da morte do prefeito de Santo André Celso Daniel, seqüestrado e assassinado em janeiro de 2002, a 5ª Vara Criminal de Justiça da cidade, no ABC paulista, começa a analisar nova denúncia.

De acordo com o Ministério Público, o ex-secretário da administração petista em Santo André, Klinger Luiz de Oliveira Souza, a então presidente da Comissão de Edificações, Rosana de Sena, e três empresários participaram de uma suposta fraude de R$ 1 milhão para favorecer uma empresa terceirizada.

Um dos promotores do caso, Amaro Filho, afirmou que o esquema de corrupção na cidade motivou o assassinato do político, informou a rádio Jovem Pan.

Redação Terra