inclusão de arquivo javascript

 
 

Satanistas aliciam meninas para rituais no RS

09 de janeiro de 2005 23h26 atualizado às 23h26

De acordo com a Delegacia de Proteção ao Menor de Porto Alegre, uma seita de jovens satanistas ligados ao estilo de rock pesado conhecido como Black Metal está aliciando meninas para rituais satânicos na capital gaúcha. Elas são levadas para cemitérios e tem seus pulsos cortados como oferendas a demônios.

De acordo com a emissora RBS, o líder do suposto grupo de satanistas seduzia as meninas com poesias ou com a oferta de drogas para convencê-las a participar dos rituais. A delegada Vivian do Nascimento, que investiga o caso, afirma que existem quatro inquéritos contra o líder, um rapaz de 21 anos. "Eles oferecem sangue aos demônios no subsolo de cemitérios. Em um dos casos, uma menina perdeu o movimento das mãos devido aos cortes", conta a delegada.

A emissora entrou em contato com o suposto líder do grupo de satanistas, que nega as acusações. "Eu não pratico satanismo, sou apenas ligado ao movimento Black Metal. Eu jamais iria pegar uma gilete e cortar uma menina", defende-se o rapaz, cujo nome não foi revelado.

Redação Terra