inclusão de arquivo javascript

 
 

Edir Macedo e mais 9 são denunciados por formação de quadrilha

11 de agosto de 2009 06h14 atualizado às 09h04

O bispo Edir Macedo e mais nove integrantes da Igreja Universal do Reino de Deus são alvo de uma denúncia do Ministério Público (MP) do Estado de São Paulo entregue à Justiça. Os membros da Igreja são acusados pelos crimes de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

A Igreja Universal disse ao jornal Folha de S.Paulo que é alvo de perseguição.

Os promotores suspeitam de R$ 3,9 bilhões movimentados entre 2003 e 2008. Segundo a denúncia, o dinheiro teria saído do País para paraísos fiscais por duas empresas de fachada - Unimetro Empreendimentos e Cremo Empreendimentos - e depois retornavam ao Brasil.

Os recursos teriam financiado a compra de emissoras de TV, rádio, financeiras, agências de turismo e aviões particulares.

A denúncia foi recebida pela 9ª Vara Criminal de São Paulo. O MP iniciou em 2007 uma investigação, na qual quebrou os sigilos bancário e fiscal da igreja, além de ter investigado o patrimônio de seus membros.

A igreja arrecada R$ 1,4 bilhão por ano com dízimos. O volume movimentado pela Universal entre 2001 e 2008 foi de aproximadamente R$ 8 bilhões. Apesar de não pagarem impostos, as igrejas devem declarar as doações.

Redação Terra