inclusão de arquivo javascript

 
 

Morre o ex-prefeito do Rio de Janeiro Júlio Coutinho

09 de agosto de 2009 21h55

O ex-prefeito do Rio de Janeiro Júlio Coutinho, 80 anos, morreu na última semana de causas não divulgadas. Indicado pelo então governador Chagas Freitas, ele esteve à frente da prefeitura entre 1980 e 1983, até entrar em atritos políticos que o levaram a deixar o cargo, sendo sucedido por Jamil Haddad.

Durante sua gestão, Coutinho criou o Instituto de Planejamento do Rio de Janeiro (Iplan-RJ). Júlio Alberto de Morais Coutinho nasceu em Pernambuco, em 1929. Formou-se engenheiro eletrônico pelo Instituto Tecnológico da Aeronáutica, sendo o primeiro Magna Cum Laude do ITA.

Em 1979, Coutinho tornou-se secretário de Indústria e Comércio do Estado do Rio de Janeiro no governo Chagas Freitas, sucedendo Israel Klabin no cargo.

Em 1980, assumiu, por nomeação do então governador, a prefeitura da capital fluminense, piorizando seu trabalho nos campos da educação e do planejamento estratégico. Nesse sentido, fez reformas em 80% das escolas municipais e criou o Iplan-Rio, com a finalidade de ordenar e acompanhar o crescimento urbano da cidade.

Durante sua gestão, também foi realizada uma reforma completa do Hospital Municipal Souza Aguiar, com capacitação de todos os funcionários. Depois que saiu da prefeitura, Júlio Coutinho passou a dedicar-se às atividades acadêmicas, valendo-se de sua formação como engenheiro eletrônico. Júlio Coutinho deixou três filhos e oito netos.

Jornal do Brasil
Jornal do Brasil