inclusão de arquivo javascript

 
 

Ônibus escolar cai em barragem e mata 17 no RS

22 de setembro de 2004 09h10 atualizado às 09h10

Guindaste retira ônibus de barragem. Foto: Terra

Guindaste retira ônibus de barragem
Foto: Terra

Um ônibus escolar com pelo menos 29 passageiros, e não 42 como havia sido informado, caiu em uma barragem em Erechim, no Norte do Rio Grande do Sul, matando pelo menos 17 pessoas entre 12 e 16 anos na manhã de hoje. Treze sobreviveram, entre eles o motorista, sendo que três foram atendidas no local e dez foram levadas com vida ao Hospital de Caridade para receber atendimento médico. O prefeito Elói Zanella decretou luto oficial por três dias.

Conforme a Reuters, após o acidente, a equipe de resgate passou de casa em casa na região agrícola, a 380 km de Porto Alegre, para tentar descobrir quantos estudantes haviam entrado no ônibus. Com ajuda dos familiares, foi possível concluir que havia um total de 29 passageiros. "Às 13h30, o último corpo foi resgatado e as buscas foram suspensas", disse à agência Luiz Fernando Puhl, Comandante Regional dos Bombeiros do Planalto, que esteve no local do acidente.

O veículo, que ficou submerso por cerca de três horas, já foi retirado da água. Nenhum corpo foi encontrado em seu interior. Equipes de mergulhadores tiveram que procurar os desaparecidos no fundo da barragem, que tem oito metros de profundidade.

O motorista, identificado como Juliano Santos, de 24 anos, foi resgatado e internado em um hospital da cidade. Os estudantes são transportados diriamente pelo veículo, um dos que a prefeitura de Erechim contrata para levar os filhos de agricultores para a escola.

O local do acidente rapidamente foi cercado por familiares angustiados, que aguardavam a listagem com os nomes das vítimas. Muitos pais manifestam revolta com o acidente. Cinco ambulâncias se dirigiram à área.

O major João Alexandre de Oliveira, que comanda os trabalhos na região, disse que chovia no momento do acidente. O ônibus aparentemente teria tido problemas mecânicos num trecho de estrada de terra que corta a barragem. A Polícia gaúcha já abriu inquérito para investigar as causas do acidente.

O secretário Estadual de Educação, José Fortunatti, viajou para Erechim. O governador do Rio Grande do Sul, Germano Rigotto, também solidarizou-se com as famílias que perderam parentes no acidente. "Trata-se de um acidente lastimável que enlutou todo o Estado e que tem a solidariedade do Governo do Estado", acrescentou.

Por determinação de Rigotto, veículos, equipamentos e pessoal do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Secretaria da Saúde, Polícia Civil, Brigada Militar e da Secretaria de Educação foram mobilizados e colocados à disposição das famílias e das autoridades para o atendimento às vítimas e aos familiares.

Redação Terra

Rádio Erechim informa que garoto de 14 anos consegue salvar três colegas, mas perde a vida ao voltar à barragem

  1. O acidente aconteceu nas primeiras horas da manhã.  Foto: Terra

    O acidente aconteceu nas primeiras horas da manhã.

    Foto: Terra

  2. A queda provocou a morte de 16 pessoas  Foto: Terra

    A queda provocou a morte de 16 pessoas

    Foto: Terra

  3. Equipes de resgate se aproximam do ônibus que caiu em área alagada  Foto: Terra

    Equipes de resgate se aproximam do ônibus que caiu em área alagada

    Foto: Terra

  4. Guindaste foi usado para retirar ônibus acidentado.  Foto: Terra

    Guindaste foi usado para retirar ônibus acidentado.

    Foto: Terra

  5. Ônibus escolar com adolescentes caiu em barragem em Erechim matando pelo menos 17 pessoas.  Foto: Terra

    Ônibus escolar com adolescentes caiu em barragem em Erechim matando pelo menos 17 pessoas.

    Foto: Terra

/brasil/transito/foto/0,,00.html