inclusão de arquivo javascript

 
 

Casos de dengue caem 50,2% no País, diz ministério

19 de junho de 2009 16h44 atualizado às 16h48

Um balanço dos casos de dengue no Brasil, divulgado nesta sexta-feira pelo Ministério da Saúde, aponta queda de 50,2% nas notificações este ano em relação aos primeiros meses do ano passado.

De acordo com as informações enviadas pelas secretarias estaduais de Saúde, 332.083 pessoas contraíram dengue até o dia 22 de maio, enquanto que em 2008 o número de infectados ultrapassou 660 mil, no mesmo período.

O boletim também aponta o bom resultado obtido em relação aos casos de dengue hemorrágica. Este ano, 874 pessoas tiveram a variação da doença, dado menor do que os 3.247 registrados em 2008, o que corresponde a uma queda de 73%.

Em relação aos casos com complicações, a diminuição foi ainda maior. A avaliação do ministério mostra que 1.386 pessoas tiveram dengue com complicações, contra 15.460 em 2008, ou 91% de redução.

Com relação à mortalidade, foram registrados 77 óbitos por dengue hemorrágica e 46 por complicações, o que totaliza uma taxa de letalidade de 5,4%. O Ministério da Saúde alerta para o fato de que as ações de controle e prevenção são permanentes e devem envolver governo federal, Estados e municípios, além da população, entidades de classe, organizações não governamentais e iniciativa privada.

A doença

A dengue é uma doença infecciosa aguda de curta duração, de gravidade variável. O vírus é transmitido principalmente pelo mosquito Aedes aegypti infectado. No Brasil, circulam os tipos 1, 2 e 3, dentre os quais, o tipo 3 é o mais grave.

Os principais sintomas da doença são dores de cabeça, febre, dor nos olhos e no corpo. Em casos mais graves podem ocorrer desmaios e vômitos. A principal forma de prevenção da dengue é evitar a proliferação do mosquito, que bota seus ovos em água parada.

Redação Terra