inclusão de arquivo javascript

 
 

Pastora de igreja tenta atear fogo em umbandista no Rio

01 de maio de 2009 04h50

Uma pastora da Assembléia de Deus agrediu uma umbandista em Pilares, zona norte do Rio de Janeiro. Nádia Pereira usou um banco de madeira para atacar Cirene Dark e ainda tentou atear fogo na vítima. O motivo seria uma homenagem a uma entidade da umbanda.

O caso foi registrado na 24º DP (Piedade) como cárcere privado, lesão corporal ou tentativa de homicídio, tentativa de incêndio e intolerância religiosa. Cirene será ouvida novamente.

Jornal do Brasil
Jornal do Brasil