inclusão de arquivo javascript

 
 

Preso no Rio suspeito de integrar milícia de 'Batman'

30 de abril de 2009 23h13 atualizado às 23h14

Jorge Luiz Martins Benedito, 34 anos, conhecido como Angolano, foi preso em flagrante na última quarta-feira, quando fazia segurança em um ponto de vans em Campo Grande, na zona oeste do Rio de Janeiro. Angolano é suspeito de ser o segurança pessoal do ex-policial militar Ricardo Teixeira da Cruz, o Batman, suposto chefe de um dos grupos de milicianos que atuam na região. Em 2003, Benedito foi condenado a cinco anos de prisão por crime de roubo no Rio.

De acordo com os agentes da 35ª Delegacia de Polícia, responsáveis pela prisão, as investigações apontam que grupos rivais de milicianos mandavam matar os funcionários encarregados de cobrar as diárias dos motoristas nos pontos finais das linhas de transporte alternativo. Segundo a polícia, o ex-PM Francisco Cesar Silva Oliveira, conhecido como Chico Bala, e Batman costumavam dar esse tipo de ordem um para a área comandada pelo outro. Por isso, segundo os agentes, para evitar esta situação, Batman passou a colocar homens de sua confiança para fazerem a segurança nos pontos, evitando assim as ações do grupo de Chico Bala.

Benedito negou ser miliciano. Com ele, os policiais encontraram uma pistola Taurus, calibre 380, com a numeração raspada, e um celular com papel de parede composto de uma montagem do símbolo do personagem Batman com uma foto de Ricardo Teixeira da Cruz no centro e os dizeres "Em cartaz, o novo filme do Batman".

O Dia
O Dia - © Copyright Editora O Dia S.A. - Para reprodução deste conteúdo, contate a Agência O Dia.