inclusão de arquivo javascript

 
 

Parentes de engenheira desaparecida no Rio lançam site

27 de abril de 2009 18h23 atualizado às 21h13

Parentes da engenheira Patricia Franco lançaram um site para que o caso que envolve o desaparecimento da jovem não caia no esquecimento. "Viemos levar a público através deste site, tudo o que está acontecendo no caso da 'Engenheira Desaparecida' na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Viemos pedir a ajuda a todos para que esse caso não caia no esquecimento e cobrar as autoridades a dar uma resposta para este caso", disse o irmão da vítima, Adryano.

Patrícia desapareceu depois que o carro que dirigia foi atingido por tiros e caiu no Canal de Marapendi, na Barra. Ela voltava da Urca. Peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) confirmaram que o carro da engenheira foi atingido por tiros de calibres 380, ponto 40 ou 9 mm, os mesmos usados por policiais militares.

De acordo com o laudo da perícia feita no carro, os tiros foram dados por alguém que estava de frente para o veículo de Patrícia. As marcas de balas só foram descobertas vários dias depois pela família de Patrícia, quando o carro estava na oficina. O caso, inicialmente, foi tratado como acidente.

O site, segundo seus organizadores, "tem como objetivo levar a público o descaso no desenrolar do inquérito que envolve o 'suposto acidente' da engenheira Patrícia Amieiro Franco, mostrando todos os pontos obscuros que envolvem esta investigação. Precisamos cobrar das autoridades (governador Sérgio Cabral e secretário de Segurança Pública José Mariano Beltrame), que dêem uma resposta, como prometido em uma reunião com a família de Patrícia".

O Dia
O Dia - © Copyright Editora O Dia S.A. - Para reprodução deste conteúdo, contate a Agência O Dia.