inclusão de arquivo javascript

 
 

Proprietária da Daslu deixa penitenciária em SP

27 de março de 2009 20h20 atualizado em 28 de março de 2009 às 00h11

Eliane Tranchesi deixou a prisão às 19h50 desta sexta-feira. Foto: J. F. Diorio/Agência Estado

Eliane Tranchesi deixou a prisão às 19h50 desta sexta-feira
Foto: J. F. Diorio/Agência Estado

A empresária Eliana Tranchesi, dona da Daslu, deixou às 19h50 desta sexta-feira a Penitenciária Feminina da capital, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo (SAP). A Justiça Federal havia concedido habeas-corpus à empresária no final da tarde desta sexta-feira.

Eliana Tranchesi foi presa pela Polícia Federal (PF) na manhã de quinta-feira, após a condenação a 94,5 anos de prisão pelos crimes de formação de quadrilha, contrabando e falsificação de documentos, descobertos na Operação Narciso, deflagrada em 2005.

Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária, Antonio Piva de Albuquerque e Celso de Lima, também presos após condenação da Justiça nesta quinta-feira, deixaram o CDP III de Pinheiros 10 minutos mais cedo, às 19h40.

De acordo com advogada da empresária, Joyce Roysen, sua cliente deixou a penitenciária e seguiu direto para casa. Às 20h40, Tranchesi passava por uma avaliação médica em sua residência.

Além da decisão de soltura da Justiça Federal, de autoria do desembargador Luiz Stefanini, o ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça, também revogou a prisão preventiva de Eliana e mais seis presos após a sentença do esquema de sonegação da loja.

Redação Terra