inclusão de arquivo javascript

 
 

Ex-jogador preso na BA tem cortes no corpo, diz polícia

25 de março de 2009 19h21 atualizado às 19h31

Ex-jogador é escoltado por policiais após ser preso em Teixeira de Freitas (BA). Foto: Joa Souza/Ag. A Tarde/Futura Press

Ex-jogador é escoltado por policiais após ser preso em Teixeira de Freitas (BA)
Foto: Joa Souza/Ag. A Tarde/Futura Press

O coordenador da Polícia Civil do município Teixeira de Freitas (BA), Nelles Araújo Júnior, informou nesta quarta-feira que Janken Ferraz Evangelista, ex-jogador de futebol suspeito de assassinar a ex-mulher e seqüestrar o filho, apresentava cortes no rosto e nas mãos. Segundo o delegado, durante depoimento, ele se mostrou arrependido e preocupado com a criança.

O crime aconteceu no último domingo, dentro do apartamento da mãe da criança, no bairro Jardim da Saúde, zona sul de São Paulo. Ana Cláudia Melo e Silva foi morta a facadas. Após o crime, o suspeito fugiu com a criança, segundo a polícia.

O delegado disse ainda que Evangelista se mostrou uma pessoa tranqüila e não resistiu à prisão, ao ser encontrado em companhia de sua mãe e do filho, na manhã desta quarta-feira.

De acordo com a polícia, a criança passa bem e ficará com a avó paterna até decisão da Justiça. O suspeito será enviado para Salvador ainda esta noite, segundo o delegado. Em seguida, ele deve ser levado a São Paulo, onde ficará preso.

Redação Terra