inclusão de arquivo javascript

 
 

Datafolha: Aécio lidera ranking de governadores; Serra é 5º

25 de março de 2009 07h39 atualizado às 07h48

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), manteve-se na liderança do ranking de avaliação dos governadores elaborada pelo instituto Datafolha. Em uma escala de zero a dez, Aécio ficou com nota 7,6. O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), com quem Aécio disputa o direito de concorrer à Presidência em 2010, obteve nota média de 6,6 na pesquisa. O levantamento foi realizado entre os dias 16 e 19 de março. O Datafolha ouviu 10.664 eleitores nos nove Estados e DF. A margem de erros é de dois pontos, para mais e para menos, em São Paulo, três pontos nos demais Estados e quatro pontos no Distrito Federal. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Serra caiu da terceira para a quinta colocação em comparação ao ranking elaborado em novembro de 2007, quando obteve nota 6,5. O índice de aprovação do governador, no entanto, aumentou de 49% para 54%.

O governador do Paraná, Roberto Requião (PMDB), alcançou a mesma nota de Serra no ranking deste ano - 6,6. Requião, no entanto, ganha no índice de popularidade, adotado como critério de desempate. O índice de popularidade, criado pelo Datafolha, é calculado subtraindo-se a avaliação negativa (ruim e péssimo) da positiva (ótimo e bom). O resultado é somado a 100.

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB) saltou de quarto para o segundo lugar. A nota de Campos em 2007 era de 6,4 e passou para 7,0 neste ano. Também houve aumento na taxa de aprovação do governador, que subiu de 40% para 56%.

O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), passou da nona colocação em 2007 para o sexto lugar de hoje - a taxa de aprovação de seu governo passou de 38% para 59%. O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), permaneceu em sétimo lugar, mas obteve crescimento da taxa de aprovação de seu governo: de 30% para 44%.

Em oitavo lugar, aparece o governador de Santa Catarina, Luiz Henrique Silveira (PMDB) e, em nono, Sérgio Cabral Filho, do Rio de Janeiro. A tucana Yeda Crusius, governadora do Rio Grande do Sul, continua na última colocação.

Redação Terra