inclusão de arquivo javascript

 
 

Empresário Sérgio Naya é encontrado morto na Bahia

20 de fevereiro de 2009 17h28 atualizado às 20h57

O empresário foi preso em 2004 pela Polícia Federal no aeroporto de Porto Alegre (RS), quando tentava embarcar para o Uruguai. Foto: Neco Varella/Futura Press

O empresário foi preso em 2004 pela Polícia Federal no aeroporto de Porto Alegre (RS), quando tentava embarcar para o Uruguai
Foto: Neco Varella/Futura Press

O empresário e ex-deputado federal Sérgio Augusto Naya, 66 anos, foi encontrado morto às 16h no quarto do hotel Jardim Atlântico, na cidade de Ilhéus (BA). Um perito do Instituto Médico Legal realizava necropsia no corpo em uma funerária da cidade por volta das 18h15.

Naya ficou conhecido depois do desabamento do edifício Palace II, que provocou a morte de oito pessoas no Rio de Janeiro, em 22 de fevereiro de 1998. Sua empresa construiu o prédio e foi acusada de negligência por ter usado material barato e de baixa qualidade.

Segundo a administração do hotel onde Naya estava hospedado desde o último dia 13, a provável causa da morte foi enfarte. Ele tinha sido visto pela última vez na noite de ontem. O corpo foi encontrado deitado na cama.

O ex-deputado ficou preso por 137 dias, em duas passagens pela prisão (1999 e 2004), mas em 2005 foi absolvido da acusação.

Nascido em Laranjal (MG), o ex-deputado federal exerceu três legislaturas - 1987-1991, 1991-1995 e 1995-1999 - e foi filiado ao PP e PMDB.

A dona do hotel, Néia Machado, disse que o ex-político será enterrado em Laranjal.

Com informações do O Dia Online

Redação Terra

Ex-deputado federal, dono do edifício Palace 2 que desabou matando 8 pessoas, foi encontrado morto em hotel de Ilhéus