inclusão de arquivo javascript

 
 

Base de Kassab evita abertura de CPI da merenda em SP

18 de fevereiro de 2009 07h02

A base do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), conseguiu evitar a abertura da CPI da Merenda, na Câmara Municipal. A comissão havia sido proposta pela oposição para investigar eventuais fraudes na contratação das seis empresas que prestam serviço na rede municipal de ensino. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Ontem, duas CPIs foram aprovadas na Câmara: uma para apurar o despejo de esgoto no córrego Jurubatuba e outra para regular a cobrança do IPTU de grandes empreendimentos. A terceira, que investigaria o caso da merenda, não foi aberta para evitar a interrupção dos trabalhos na Casa, já que o regimento interno exige duas CPIs em andamento.

Fiscalização
De acordo com a Folha, somente três vistorias foram feitas no ano passado, nas escolas municipais, pelo principal órgão independente responsável por fiscalizar a qualidade da merenda escolar na cidade de São Paulo. Em 2007, os integrantes do Conselho de Alimentação Escolar (CAE) fizeram 92 visitas - a rede municipal tem 2.300 unidades. O grupo afirma que a diminuição de vistorias é conseqüência da falta de infraestrutura.

Redação Terra