inclusão de arquivo javascript

 
 

Rio: polícia pede prisão do ator Dado Dolabella

18 de dezembro de 2008 01h50 atualizado às 01h52

A Polícia Civil do Rio de Janeiro pediu ao Ministério Público Estadual a prisão do ator Dado Dolabella nessa quarta-feira. Ele será julgado por empurrar a camareira Esmeralda de Souza Honório, a Esmê, 62 anos, durante uma briga com a ex-namorada Luana Piovani, na Boate 00, na capital fluminense.

» Concluído inquérito que aponta agressão
» Dolabella é indiciado por agressão
» Promotor denunciará Dado por lesão

O ator foi indiciado por lesão grave e pode pegar até cinco anos de prisão. Os investigadores tomaram essa decisão depois de analisar o laudo do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE).

O documento concluiu que as lesões nos punhos, supostamente provocadas pelo empurrão ao cair no chão, impediram a camareira de trabalhar por mais de 30 dias, segundo o exame de corpo de delito feito no Instituto Médico Legal (IML).

Em depoimento à polícia, Dalabella negou o empurrão e disse que apenas pediu para Esmê se afastar.

Redação Terra