inclusão de arquivo javascript

 
 

PE: casal é acusado de abusar da própria filha

29 de novembro de 2008 09h02

Um casal é procurado pela Polícia Civil de Pernambuco sob a acusação de abusar sexualmente da própria filha e de uma outra menina de 7 anos, em Moreno, na região metropolitana de Recife.

Os acusados são uma supervisor financeiro e uma comerciária, cujos nomes estão sendo mantidos em sigilo a pedido do Ministério Público do Estado. Os dois deixaram a cidade no início do mês de novembro possivelmente com destino a Paraíba ou ao Rio Grande Norte.

Segundo o delegado da Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente (GPCA), Jorge Ferreira, o casal foi denunciado pelo próprio filho que encontrou na residência um pen drive com vídeos e fotos da criança de 7 anos sendo abusada sexualmente.

Exames do Instituto de Medicina Legal (IML) comprovaram o ato violento que, de acordo com o delegado, deve ter ocorrido entre os últimos meses de junho e setembro.

Ao entregar o material à polícia, o filho do supervisor financeiro informou a ele por telefone sobre a entrega das imagens. Depois disso, ele estaria sendo ameaçado pelo próprio pai. Em um dos e-mails enviados, o acusado afirma que está disposto a matar e a morrer para não ser preso.

Segundo o delegado Jorge Ferreira as imagens são muito impactantes. "Nos vídeos aparecem as cenas do acusado abusando sexualmente da criança e com a conivência da companheira dele, que ajuda nas filmagens e na condução do abuso", relatou.

Ainda de acordo com a GPCA, a filha do casal foi abusada sexualmente quando era criança. Familiares dos acusados descobriram o caso e não denunciaram porque o supervisor prometeu buscar ajuda psicológica.

Nas imagens, entregues à polícia, os rostos dos pedófilos não são visualizados, entretanto, o delegado da GPCA não tem dúvidas da autoria do crime, por parte do casal.

Ainda segundo ele, uma cópia das imagens será enviada para a Polícia Federal (PF). "Vamos investigar também a participação do acusado em uma possível rede de pedofilia", explicou Jorge Ferreira.

Redação Terra