inclusão de arquivo javascript

 
 

Delegado: fuga de Batman pode rearticular Liga da Justiça

30 de outubro de 2008 14h01 atualizado às 16h47

O ex-policial militar Ricardo Teixeira Cruz, conhecido como Ricardo Batman, foi visto um dia depois da fuga de Bangu 8 com homens armados no bairro de Campo Grande, no Rio de Janeiro, segundo o delegado Marcus Neves, da 35ª Delegacia de Polícia. Ainda de acordo com o delegado, o reaparecimento de Batman no bairro pode indicar uma rearticulação da milícia Liga da Justiça da qual o foragido faria parte.

» Bangu 8: agentes farão retrato falado
» Sindicância apura auxílio de agentes
» vc repórter: mande fotos e notícias

O enfraquecimento da milícia ocorreu após a prisão de dois suspeitos de liderarem o grupo, o vereador Jerônimo Guimarães Filho, o Jerominho, e seu irmão, o deputado estadual, Natalino Guimarães, que estão em Bangu 8.

Batman fugiu da unidade de segurança máxima na segunda-feira passada quando uma equipe de supostos funcionários do sistema penitenciário chegou a Bangu 8 para levá-lo ao médico. Um carro oficial clonado teria sido utilizado na ação. Policiais da 34ª delegacia (Bangu) já ouviram seis agentes penitenciários e o ex-diretor da unidade, Luiz Henrique Ferreira Burgo, que foi exonerado após a fuga.

O presidente da CPI das milícias da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, deputado estadual Marcelo Freixo (Psol), afirmou nesta tarde que a fuga de Ricardo Batman foi motivada pelo cumprimento de uma tarefa que o criminoso pretende realizar. "Esse cara não fugiu para passear. Ele fugiu para cumprir uma missão. Ainda não sabemos qual é, mas pode ser a rearticulação da quadrilha ou alguma execução", disse.

Redação Terra