inclusão de arquivo javascript

 
 

SP: morre a ex-primeira-dama Ruth Cardoso

24 de junho de 2008 21h12 atualizado em 25 de junho de 2008 às 11h04

A ex-primeira-dama e antropóloga Ruth Cardoso, 77 anos, morreu em sua casa, em São Paulo, às 20h40, vítima de uma arritmia cardíaca grave, decorrente de uma doença coronariana. A informação é do boletim médico, assinado pelos médicos Artur Ribeiro, Valter Lima e Edson Stefanini. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso não estava em casa no momento da morte de Ruth, como havia afirmado o presidente do PSDB, Sérgio Guerra. Segundo a assessoria de imprensa do PSDB, ele estava em uma palestra e foi para casa logo após saber da notícia.

» Veja fotos de Ruth Cardoso
» Veja mais fotos da ex-primeira-dama
» CORREÇÃO: morre Ruth Cardoso
» Confira a trajetória da antropóloga
» SP: Ruth Cardoso morre aos 77 anos
» Envie uma mensagem para a família

Por causa do falecimento, o PSDB cancelou a solenidade de comemoração dos 20 anos do partido que ocorreria nesta quarta-feira. A cúpula tucana se dirige agora a São Paulo para prestar solidariedade. O PSDB confirmou o cancelamento no seu site.

De acordo com o boletim médico, Ruth foi submetida a um cateterismo cardíaco há um dia, que apontou uma doença coronariana. Os médicos informam no documento que a doença tinha extensão similar à descoberta em dois cateterismos feitos anteriormente, em 2004 e 2006.

O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) lamentou a morte da ex-primeira-dama e disse que o Brasil perdia "uma mulher exemplar". "Dona Ruth teve um comportamento exemplar como primeira-dama. Foi uma mulher culta, preparada, que fugiu aos padrões rotineiros de uma primeira-dama. Foi exemplar e fará falta".

O presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), também lamentou a morte de Ruth e disse que "o Brasil tem o dever de venerar sua memória". "Dona Ruth fez um trabalho admirável no campo social, com o programa Universidade Solidária. Ela teve a oportunidade de colocar em prática seus vastos conhecimentos do setor. Foi uma mulher de muitos méritos".

Redação Terra