inclusão de arquivo javascript

 
 

Câmara aprova monitoramento eletrônico de presos

14 de maio de 2008 18h38 atualizado às 19h10

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei do Senado que prevê vigilância com uso de equipamento de rastreamento eletrônico de presos em regime semi-aberto. As informações são da Agência Câmara.

» Opine sobre o monitoramento de presos

Como houve alterações no projeto de lei, a matéria volta ao Senado. Segundo a matéria, o monitoramento eletrônico seria feito com uma pulseira ou tornozeleira com um chip como forma de controle dos detentos de regime semi-aberto, que podem sair da prisão.

A proposta, de autoria do senador Magno Malta (PR-ES), também determina que os detentos do regime semi-aberto trabalhem, estudem ou façam outro tipo de atividade autorizada.

Os líderes partidários decidiram colocar na pauta de votação de hoje 11 projetos de lei que tratam de segurança pública, entre eles os que alteram dispositivos do Código de Processo Penal e do Código Penal.

Redação Terra