inclusão de arquivo javascript

 
 

Madrasta de Isabella é transferida de penitenciária

08 de maio de 2008 23h58 atualizado em 09 de maio de 2008 às 06h12

Ana Carolina Jatobá deixa IML em carro da polícia, em São Paulo. Foto: Ricardo Brito /Terra

Ana Carolina Jatobá deixa IML em carro da polícia, em São Paulo
Foto: Ricardo Brito /Terra

A madrasta de Isabella, Anna Carolina Jatobá, foi transferida da Penitenciária Feminina Sant'Ana, na zona norte de São Paulo, para a penitenciária de Tremembé, no interior do Estado. A medida foi tomada pela Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) por questões de segurança. Suzane von Richthofen, condenada a 39 anos de prisão pela morte dos pais, está detida no mesmo presídio.

» Veja a cronologia do caso Isabella
» Veja fotos da prisão do casal
» Veja todos vídeos do caso Isabella
» Opine sobre o caso Isabella

Mais cedo, de acordo com funcionários da penitenciária de Sant'Ana, a madrasta foi recepcionada pelas presas com protestos. Elas escreveram uma mensagem no chão do pátio do presídio em homenagem à menina Isabella, além de insultos à Anna Carolina.

Segundo a pessoa ligada ao sistema penitenciário, a transferência foi feita porque ela corria risco de vida. A madrasta estava em uma ala isolada das presas e bem distante do pavilhão. O fato teria revoltando as detentas que não concordam com o "tratamento diferenciado".

Anna Carolina e Alexandre Nardoni, o pai da menina, foram denunciados pelo promotor responsável pelo caso, Francisco Cembranelli, por homicídio triplamente qualificado. A denúncia foi acatada integralmente pela Justiça. O casal se entregou à polícia ontem. A defesa deve entrar com o pedido de habeas-corpus dos dois na sexta-feira.

A reportagem tentou contato com a assessoria da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) de São Paulo pelo celular, mas o telefone estava desligado.

Em 2 de fevereiro de 2007, a SAP transferiu às pressas Suzane von Richthofen para o presídio de Tremembé depois que ela sofreu ameaças na penitenciária feminina de Ribeirão Preto (SP).

Isabella Nardoni, 5 anos, foi encontrada ferida, no sábado, dia 29 de março, no jardim do prédio onde moram o pai, Alexandre Nardoni, e a madrasta, Anna Carolina Trotta Peixoto Jatobá, na zona norte de São Paulo. Segundo os Bombeiros, a menina chegou a ser socorrida e levada ao Pronto-Socorro da Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos e morreu por volta da 0h.

Redação Terra