inclusão de arquivo javascript

 
 

Dilma diz que está tranqüila e responderá a tudo

07 de maio de 2008 10h10 atualizado às 10h52

A ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, falou rapidamente com a imprensa ao chegar ao Senado nesta manhã. "Vou responder a todas as perguntas. Estou tranqüila." Ela foi recebida pelo senador José Sarney (PMDB-AP) e por parlamentares governistas e seguiu para a sala do presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN).

» Oposição decide estratégia
» Oposição diz que falará de dossiê
» Jucá: Dilma responderá o que quiser
» Opine: Dilma fala sobre suposto dossiê

Da sala de Garibaldi, ela saiu para a comissão escoltada pelo líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), Aloísio Mercadante (PT-SP), Henrique Fontana (PT-RS), líder do governo na Câmara, José Sarney, Roseana Sarney (PMDB-MA), Ideli Salvatti (PT-SC) e Renan Calheiros (PMDB-AL).

A Comissão de Infra-Estrutura do Senado ouve hoje Dilma. Inicialmente, ela foi convocada para falar sobre o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), mas a intenção dos parlamentares de oposição é questioná-la sobre o vazamento de informações dos gastos presidenciais no governo Fernando Henrique Cardoso.

O suposto dossiê foi elaborado no Palácio do Planalto e divulgou gastos de Fernando Henrique e da então primeira-dama Ruth Cardoso com alimentação, bebida e objetos pessoais.

A Casa Civil afirma que foi apenas um levantamento de dados e abriu sindicância para apurar o responsável pelo vazamento das informações. A Polícia Federal também investiga o caso.

Com informações da Agência Brasil

Redação Terra