inclusão de arquivo javascript

 
 

Caso Isabella: casal nega briga, diz advogado

14 de abril de 2008 14h52 atualizado às 17h09

O advogado Ricardo Martins disse na tarde de hoje que o pai e a madrasta de Isabella Nardoni negam que tenha havido uma briga momentos antes da morte da menina. Ele confirmou que os dois estão na casa do avô paterno de Isabella, Antônio Nardoni.

» Veja a cronologia do caso Isabella
» Veja todos os vídeos do caso Isabella
» Opine sobre o caso Isabella

Isabella Nardoni, 5 anos, foi encontrada ferida, no sábado, dia 29, no jardim do prédio onde moram o pai, Alexandre Nardoni, e a madrasta, Anna Carolina Trotta Peixoto Jatobá, na zona norte de São Paulo. Segundo os Bombeiros, a menina chegou a ser socorrida e levada ao Pronto-Socorro da Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos e morreu por volta da 0h.

"Eles negam veementemente que tenha havido uma briga, isso precisa ser verificado", disse Martins. "Pedimos que não se façam pré-julgamentos desses depoimentos que surgem, que muitas vezes não são oficiais", completou o advogado.

Martins disse que o casal está muito abalado e triste. Segundo ele, toda vez que os dois vêem imagens do caso choram muito. "Eles estão com expectativas de que a verdade apareça", afirmou.

Sobre uma possível reconstituição do crime, o advogado disse que quem determina isso é a polícia, mas que o casal está "a disposição para ajudar".

O advogado fez as afirmações depois de deixar a casa do avô de Isabella, Antônio Nardoni. Minutos depois, Antônio e Cristiane Nardoni, tia de Isabella, deixaram a residência em um carro.

Redação Terra